quinta-feira, 4 de maio de 2017

Pode ir armando o coreto e preparando aquele feijão preto: Eu tô voltando

Eu vim aqui porque queria postar um negócio triste sobre o-cara-que-morreu, o aniversário que passou e a coisa meio bizarra de terem tornado a página do Facebook dele em um memorial onde as pessoas podem escrever coisas pra ele, ou sobre ele, e compartilhar momentos e blábláblá.
Eu vim aqui porque eu vi a foto dele no Instagram, aí fui ver a página no Facebook porque eu não lembrava se tinha excluído e, bem, não excluí.
Tá lá ainda.
Eu provavelmente nunca vou excluir, e essa é uma parte bem masoquista minha.
Eu quase nunca penso nele, mas quando eu penso é sempre com uma pontinha de saudade e dor e talvez arrependimento.
Quase nunca, mas quando eu penso é... Complicado.
Tipo agora.

Eu vim aqui porque queria escrever AQUI o que eu jamais escreveria no mural do memorial do Facebook por muitos motivos (sendo "eu não quero" o principal deles), mas tudo acabou meio que perdendo o sentido porque, sinceramente, tanto faz. 





_______

Saudade é um bagulho muito louco porque quando dá é sempre com os dois pés no peito de uma vez, né? Aff.



2 comentários:

Leila Ghiorzi disse...

ÊêÊêÊ (pra tua volta, não para o sentimento de saudade-arrependimento-uma-pontinha-de-tristeza).

Cheshire cat disse...

"Saudade é um bagulho muito louco porque quando dá é sempre com os dois pés no peito de uma vez, né? Aff."

mddc sim!