terça-feira, 9 de maio de 2017

You know all you gotta do is tell me what you sippin' on and I promise that I'm gonna keep it comin' all night long

1. Tanta coisa aconteceu ao mesmo tempo em que nada aconteceu e eu ainda não decidi ainda se vale a pena contar tudo o que aconteceu ou fingir que nada aconteceu. Na prática dá na mesma;
1.1. É tipo ter voltado pra terapia, só que com outra terapeuta e agora enfrentando outro tipo de problema. É igual, mas diferente. Não sei explicar, só sei que é foda acordar antes das 6h toda quinta-feira. Eu já tava desacostumada.

2. Eu perdi contato com tanta gente que eu amo e a culpa foi toda minha, e eu tô tão cansada, tão exausta, tão sem norte que eu não faço ideia de como começar a retomar o contato. Aí o amor fica aqui, sabe? Meio guardadinho acumulado. Não sei lidar;
2.1. Foi tipo essa semana, quando eu falei com um moço com quem me envolvi (hmm) e as coisas acabaram de um jeito bizarro simplesmente porque eu estava cansada de ficar falando com a pessoa com um climão meio chato sendo que eu sempre tinha gostado de falar com a pessoa. Eu mandei um "Vamos fingir que nada aconteceu?" e a pessoa topou. Jogamos tudo pra baixo do tapete de forma mútua. É errado? Pra caralho. Vai dar ruim? Olha, possivelmente. Eu tenho forçar pra falar com a pessoa e acertar tudo do jeito certo? Não tenho. Não tenho mesmo. Não tenho nem disposição geográfica. PERDI a chance que eu tive porque eu tinha bebido, eu tava triste e tava com vergonha. A pessoa não quis também, então meio que empatou.
2.2. Obviamente eu não digeri bem essa história ainda.

3. 13 Reasons Why acabou comigo. De novo. Eu me iludi achando que, por eu ter lido o livro, não ia ficar chateada. Mas fiquei. É foda quando você se coloca no lugar de um dos porquês, né? Ninguém nunca se matou por minha causa (grazadeus), mas eu já fiz muita merda da qual me arrependo amargamente - e eu nem sei a extensão das merdas que eu fiz na vida de todo mundo;
3.1. Eu sei na vida de uma pessoa que hoje vem a ser minha amiga. E mesmo nos duas sendo amigas é meio difícil aceitar que eu já fiz tanta coisa errada pra pessoa. Bizarro.


4. Eu tenho pensado tanto em sexo que é até meio bizarro. Eu não posso nem falar que tô me sentindo meio adolescente porque quando eu estava na adolescência nem pensava tanto em sexo assim. Na adolescência eu tava apaixonada e queria casar. Ó as ideia;

5. Me sinto só - mas quem é que nunca se sentiu assim?
5.1. E me sinto bem feinha e indesejada também, o que também não é novidade, embora eu não tenha me sentido assim há muito, muito, muito tempo.

6. Dia 12 eu faço UM ANO nesse emprego que não é o que eu quero, mas é o que eu tenho no momento agora. UM ANO. Como é que minha vida foi sair tanto do trilho assim?

7. Eu gastaria bons dinheiros pra ficar 5 min num quarto isolado acusticamente gritando até perder a voz. Bons dinheiros QUE EU NEM TENHO, que é pra valorizar ainda mais a coisa toda;

8. A perspectiva de que, assim que meus pais morrerem, eu vou ficar totalmente sozinha na Terra tem me assustado cada dia mais. E eu descobri que tem muita gente que também pensa assim, o que me assusta ainda mais;

9. Emagreci 8 quilos (Tinha emagrecido mais, depois engordei de novo, aí agora emagreci de novo) e pra cada "Tá gata" e "Tá gostosa" que eu escutei tenho sentido vontade de responder com grosseria e contar todos os perrengues e motivos pra eu estar emagrecendo. Ou por eu ter tido enxaqueca e pico de PRESSÃO ALTA sendo que minha pressão sempre foi baixa. Ou por eu ter tido dois ataques de pânico na firma. Ou por eu só ter vontade de dormir e comer e assistir filme sozinha. "Tá gata, o que é que você tá fazendo pra emagrecer?" Tô fazendo a dieta do pão que o diabo amassou. Vai se foder.

10.  Apesar de tudo eu acho que estou no meu melhor momento desde pelo menos outubro do ano passado. Eu nem lembro em qual livro de jovem triste eu li isso, mas tem um lance de que nosso corpo não aguenta nem a dor extrema, nem o prazer absoluto, por muito tempo, então a gente meio que volta ao normal e se acalma um pouco quando estamos há muito tempo nos picos. Eu devo estar num desses momentos agora. E só posso agradecer que pelo menos a vontade de escrever e de trepar voltou.

2 comentários:

Natália Oliveira disse...

Senda que lá vem textão (me identifiquei tanto que não tem como não comentar):
2 Isso também aconteceu comigo. Por um lado foi bom, porque tive que correr atrás de fazer novos amigos pra suprir minhas carências (risos nervosos) e obviamente teve o lado ruim. No fim das contas, fiquei muito feliz porque alguns amigos permaneceram. Me senti muito amada.
2.1 Se vocês dois concordaram e deixar pra lá, então tá sussa. Acho que fazer terapia faz a gente pensar que precisa esmiuçar tudo e na real nem precisa (a menor que você realmente queira)
5 Queria te dar um conselho sobre isso, porém tô na mesma :/ Mesmo que a gente saiba que padrões de beleza são irreais e etc eu não consigo tirar da cabeça que, se eu fosse bonita, já teria um namorado ou um peguete legal, interessante, pintud...er, enfim (ao invés do monte de bosta que me ronda)
6 Tamo junto. Essas coisas acontecem por um motivo: a gente precisa pagar os boletos. Eu sei que é um inferno, mas tenho fé que você vai sair desse lugar e encontrar um emprego onde você possa brilhar e ser feliz. E o fato de você não ter saído de lá ainda não é culpa sua. Tá todo mundo aí no mundão batalhando por um trabalho e essa crise não facilita pra ninguém. Eu sei que as vezes as coisas são postas pra gente como se só dependessem do nosso esforço, força de vontade, etc, mas não é assim. O ambiente e a nossa situação influenciam. Tenho fé que vai surgir um momento bom e você vai sair dessa.
7 Meu sonho é passar uns dias num hotel, ar condicionado, wifi, cobertas e Netflix #paz
8 Somos duas. Isso é uma coisa que eu REALMENTE não gosto de pensar porque só me vem na cabeça os piores pensamentos possíveis. Vamos fundar uma ong que ajuda pessoas sozinhas no mundo? Aí a gente não vai mais ficar sozinha (eu sei que não tem muito a ver com a solidão de amigos etc, mas tô tentando ser mais positiva (talvez falhando miseravelmente etc)).
10 tenho essa teoria de que as coisas precisam ficar caóticas pra melhorar. Tenho fé também (ou pelo menos finjo ter pra coisa toda não ficar muito downner).
Força pra você!!!

Tati disse...

Deixando apenas o coração do conforto e do abraço virtual aqui, ok?
<3

Limonada (antigo Novembro Inconstante)