terça-feira, 31 de março de 2015

Have nothing to show - Well mark my words...

Duas coisas que quase ninguém sabe (sabia, né?) sobre mim:

1. Eu tive uma fase ali pro final da adolescência em que eu passava madrugadas jogando RPG. Ragnarok, pra ser exata. Com coreanos e malaios, pra ser mais exata. No "time" do meu ex (mas na época era atual) namorado pra ser AINDA MAIS exata. Meus chars sempre tinham nomes de países exóticos que eu usava pra tirar 10 no STOP e a que eu mais curti na vida chamava Botsuana.
Certa feita fui banida porque criei uma party (migos, não quero explicar o que é party... desculpa) e chamei de "Bot's party" e eles acharam que eu era um... Bot. Um trapaceiro.
Aquele dia foi BEM TRISTE.



2. Eu sei dançar, MAS NÃO DANÇO (Sei lá, MIL RAZÕES... Falem com minha terapeuta). Só em casa, quando tem ninguém aqui e eu tô indo tomar banho, ou limpar o quarto, ou quando alguma música maravilhosa começa a tocar e ficar parada se torna uma missão impossível que eu não estou disposta a tentar (pois there is no try, etc).
Dia desses eu tava voltando pra casa e começou a tocar "Girls Girls Girls" numa playlist qualquer do Spotify e eu só percebi que tava dançando quando vi que tava meio Gene Kelly no poste (só que sem guarda-chuva, o que torna tudo um bilhão de vezes mais constrangedor).

segunda-feira, 23 de março de 2015

Das músicas que me fazem acreditar no amor (3)

Sinceramente - Cachorro Grande


Sinceramente, você pode se abrir comigo
Honestamente, eu só quero te dizer
Que eu acertei o pulo quando te encontrei
Eu acertei

Eu sei a palavra que você deseja escutar
Você é o segredo que eu vou desvendar
Você acertou o pulo quando me encontrou
Acertou o pulo quando me encontrou
E então o nosso mundo girou

Você ficou e a noite veio
Nos trazer a escuridão
E aí então
Eu abri meu coração
Porque nada é em vão

Eu sei a palavra que você deseja escutar
Você é o segredo que eu vou desvendar
Você acertou o pulo quando me encontrou
Acertou o pulo quando me encontrou
E então o nosso mundo girou

Você ficou e a noite veio
Nos trazer a escuridão
E aí então
Eu abri meu coração
Porque nada é em vão

Gostei do seu charme e do seu groove
Gostei do jeito como rola com você
Gostei do seu papo e do seu perfume
Gostei do jeito como eu rolo com você

Sinceramente, você pode se abrir comigo
Honestamente, eu só quero te dizer
Que eu acertei o pulo quando te encontrei
Eu acertei o pulo quando te encontrei
E então o nosso mundo girou

Você ficou e a noite veio
Nos trazer a escuridão
E aí então
Eu abri meu coração
Porque nada é em vão



Olha, eu acho que cheguei na declaração de amor definitiva.
Tô falando por mim, Beatriz, é claro... Mas acho que eu FINALMENTE entendi porque essa música tem esse feito tão positivo e apaixonante sobre mim: Eu já me senti assim e acho que foi a melhor época da minha vida*.
Quer dizer... PRA MIM, romances tem que ser simples: Você tem que gostar da pessoa, a pessoa gostar de você e tudo o que vier disso é aprendizado e lembrança. E... 
Essa música é basicamente isso: É encontrar alguém com quem você possa se abrir nos momentos ruins, com quem você goste de conversar, com quem você se divirta, que tenha um cheiro que te marque pra sempre (ahhh, memória olfativa, sua cretina) e que te faça pensar que FINALMENTE DEU UMA DENTRO.
Eu gosto dessa música. É o que eu tive e o que eu vou continuar procurando pro resto da vida.
Se bobear isso pode ser amor, hein?
Acho que até é.

sexta-feira, 13 de março de 2015

Dream yourself a dream comes true

Sonhei que Emilio Estevez era meu chefe.
Não bastasse isso ser estranho pra caramba (gente, pq Emilio Estevez? Sério, só vi uns dois filmes com ele NA VIDA, não é um cara de quem eu fale, não sai nos noticiarios, não é alguém que lembre alguém que conheço... QUAL A RAZÃO????), ele ainda uma espécie de CASAMENTEIRA pra mim: Tava todo empolgado em me arrumar um marido que soubesse tricotar -e isso eu acho justo e acho válido, porque eu mesma não sei (canhota cagada sem talento) e admiro mais gente que sabe e faz umas coisas bem bonitas com dois pedaços de linha e uma agulha - e que gostasse de música ruim feito as que eu gosto - Emilio criticou meu gosto musical no meu sonho. VEJAM SÓ.
Daí ele fazia um discurso gigantesco sobre eu ter que me casar porque já está na hora e que ele ia arranjar o marido e marcar a data pra coincidir com minhas férias. Aí eu falava "Marca minhas férias pra perto da Festa Junina pra eu ir em todas sem culpa", ele ficava puto e me demitia.

Acordei, era 2h10, fui ao banheiro e voltei a dormir. Pra sonhar com o quê????

Sonhei que Emilio Estevez era MEU COLEGA DE TRABALHO.
Todos os dias ele levava comida numa lancheira verde que eu queria muito igual, mas ele sempre regulava. Passei uma eternidade no sonho pedindo o nome da loja onde ele comprou a lancheira E NADA.


Conclusão: Emilio Estevez quer que eu case e não quer que eu coma.

Poxa, cara...

segunda-feira, 9 de março de 2015

I never thought you were a fool but darling, look at you...

*chorandinho pra dentro*
*ouvindo música de fossa*
*me identificando com U2*
*pensando "MEU DEUS, AINDA ESSA PORCARIA? EU NUNCA VOU SUPERAR ISSO? QUAL É O MEU PROBLEMA????"*




quinta-feira, 5 de março de 2015

Oh... My mind's setting you on it's just a game we play

Uma coisa que eu acho complicada é querer desencanar de alguém porque você NÃO. TEM. A. MENOR. CHANCE. e essa pessoa continuar sendo maravilhosa.
Tô torcendo por uma pisadinha na bola pra tornar tudo mais fácil. Não vou mentir.







terça-feira, 3 de março de 2015

Would things be easier if there was a right way? (Honey, there is no right way)

De vez em quando (bem de vez em quando mesmo, não precisa se preocupar comigo - eu realmente sou sincera quando digo que estou bem) eu me pego pensando nas tardes de janeiro e (principalmente) nas noites de fevereiro de um ano que já passou e meu coração se aperta um pouquinho com tudo o que fomos e com tudo o que aconteceu. 
E nesses momentos dá uma tristezinha e fica meio difícil entender e aceitar que tudo dura o que tem que durar, é o que tem pra ser e termina como tem que terminar.
Daí eu percebo que eu sinto mais saudades de NÓS DOIS do que de você... E eu percebo que posso fazer o que nós tinhamos acontecer com outra pessoa, que só depende de mim me abrir e aceitar o amor que eu mereço e me oferecem.

And so I fall in love just a little, oh little bit
Everyday with someone new
I fall in love just a little, oh little bit
Everyday with someone new
I fall in love just a little, oh little bit
Everyday with someone new
I fall in love just a little, oh little bit
Everyday with someone new