quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

I want the doctor to take a picture so I can look at you from inside as well

(ou "Restrospectiva 2014 - parte 2"*)



Esse post faz parte dos Temas do Mês de Dezembro do Rotaroots, um grupo no facebook que incentiva a FABULOSA ARTE DE ESCREVER EM BLOGS™ e sempre dá ideias de temas legais.


*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.**.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*.*

Janeiro




Uma selfie de janeiro, ainda refrescada, cheia de férias e amor de aniversário ♥












Visita familiar em janeiro (mas a minha parte eu prefiro em grama verde e lugar pra tirar fotos).













Fevereiro

Em fevereiro eu estava apaixonada.














Em fevereiro teve a II Trifon.














Março

Em Março teve colação e formatura do meu pai (meu engenheiro predileto).














Abril

Em abril teve Alexandre Pires PERTINHO, show de três horas ♥













Maio

Em Maio eu tive dor de barriga por comer em c e r t a s r e d e s d e f a s t f o o d pra conseguir esses bonequinhos. E fiquei #xati porque não consegui a Mulher Maravilha também.











Junho




Em Junho teve Copa do Mundo (e euzinha simulando Bebeto dizendo "Eu te Amo" pro Romário na Estação de Osasco.
















Em Junho teve também o meu evento anual pra conseguir a Funai's Badge: Festa Junina do meu antigo colégio.

(só vou pela comida e pra tirar a foto das bandeirinhas)














Julho


Em julho eu tava encapetada e aceitando qualquer projeto pra sair da fossa.
O "Projeto Tic Tac", que consistia em "gastar créditos na playland pra podermos pegar um tic tac de brinde" foi um desses.
















Agosto




Em Agosto teve Centenário do Palmeiras. 



















E foi basicamente isso: Só Palmeiras mesmo.




















Setembro



 Em Setembro eu me desfiz do cabelão.














Em Setembro teve a III Trifon também, teve conhecer ao vivo pessoas maravilhosas e teve também rever queridíssimos.













Outubro

Outubro teve PAGAR MICO na Ponte da Cidade Universitária enxergando uma intervenção/obra de arte de longe, sem óculos, à noite, e achando que o cara ia pular. 
Outubro teve a primeira pitanga do pé do meu quintal ♥













Novembro

Em Novembro teve bonequinhos do Super Mário em c e r t a s r e d e s d e f a s t f o o d (mas sem ser AQUELA) e teve micão com chapeuzinho no meio do Largo de Osasco.
Em Novembro eu me dediquei a melhorar meus conhecimentos em outra lingua.













Dezembro


Em Dezembro teve MEU ANIVERSÁRIO e muito amor. 





















E, como a regra era clara, EIS MEU ÚLTIMO SELFIE DE 2014.





















* A Retrospectiva Parte 1 está aqui

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Travis

Oi :)


Eu fiquei bastante tempo sem ouvir porque "Writing to reach you" era o toque do celular quando o primeiro ex-namorado me ligava e... Bem... Vocês sabem o que acontece quando a gente associa música a pessoas, daí precisa tirar essa pessoa da vida por algum motivo, né?

Mas agora esse tempo passou e eu estou aqui trabalhada na cafonice do Scottishrock (inventei essa, não ligo).

Travis tem uma ~vibe~ esquisita: É triste, é musiquinha de amor fácil... Mas não me deixa triste ("Música triste que não deixa triste = poser, como diria o DaniloV, meu amigo especialista em música triste).

E tem cover de Queen, Katy Perry e Britney Spears (e de Beatles, mas toda banda do Reino Unido dos anos 90 fez pelo menos um cover de Beatles. Banda do RU que não faz cover de Beatles = Poser), o que já facilita muito o processo de curtir os caras pra quem gosta dessas outras coisas aí e não é chato que acha que ninguém pode fazer cover de nada porque nunca será tão bom quanto o original (seus chatos!).

Então eu fiz uma playlist com as minhas prediletas. Simples assim: Critério e ordem totalmente subjetivos.

Começo com "Side" que tocou pra caramba na MTV e todo mundo conhece, mas provavelmente nunca tinha associado à banda, depois passo pra "All I want to do is rock", a primeira do primeiro disco, pra quem ouvir "ver" como tudo começou, e passo pra minha trindade matadora: "Why does it always rain on me", "Writing to reach you" e "Closer". É o amor na fossa em sua mais pura essência.

Depois vem "Sing", outra que tocou até enjoar na MTV, "Humpty Dumpty Love Song" (que é linda, linda, linda e triste triste triste triste) e algumas outras queridas, como "Peace the fuck out", "Selfish Jean" e quatro covers: "(Hit me baby) one more time" (da Britney), "I kissed a girl" (da Katy Perry), "Lovely Rita" (dos Beatles) e "Killer Queen", do Queen. 
Depois tem "Flowers in the Window" que é a minha predileta pra dias de bom humor e ligeira paixonite, "Driftwood" (que eu canto o refrão dando gritinho sempre) e "Re-Offender", uma música querida porém PERIGOSÍSSIMA e com grande potencial de derrubar o humor.
Tem ainda mais dois covers (uma das Ronettes, outro dos Beatles) e a minha predileta do último CD.


Recomendo Travis pra dias nublados, meio melancólicos, com um quê de nostalgia e saudade - mas sem tristeza. Ou pra dias felizes também. Mas nesse dia comece a ouvir por "Flowers in the Window" e pule "Re-Offender". DICONA.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Trilha de um romance

1. Percepção dos sentimentos - Será que vai rolar - Marcos e Belutti


Presume-se que as pessoas se encantem por pessoas com quem tenham um mínimo de afinidade e, com amigos - que são se tornam amigos principalmente coisas que tem em comum -  é normal que, de vez em quando, role um CLIMÃO MANEIRO e ninguém perceba (exceto todos os outros amigos, os pais, a família, os cachorros, o porteiro do prédio, etc).


“A gente sempre fica junto
A gente se dá bem
O pessoal até comenta
Mas o que é que tem?
Meus amigos até torcem pra algo rolar
E perguntam todo dia se até rolou
Tem até gente casando a gente sem saber
Só que essas brincadeiras me fizeram um dia entender
Que de tanto ficar junto, eu não consigo te esquecer.
Será que vai rolar pra gente ficar?
Será, será? Eu quero é tentar”


2. Sofrimento amoroso - Inevitable – Shakira

Você e ele/ela tem aquela sintonia fina, mas agora que descobriram que existe algo a mais empacam. Rola aquela tensão (sexual ou não) e vocês não conseguem ficar muito tempo juntos sem aquele ligeiro embaraço... O problema é que a vida é melhor com a pessoa e tudo sem ela é chato... E existe aquela necessidade de ficar junto, dizer tudo...
Sempre dá aquele cagaço de abrir o jogo, principalmente se você acha que a pessoa vale a pena e não quer ferrar tudo se precipitando. É complicado. A gente sabe disso (e, se rola uma empatia tão grande quanto na música anterior, a pessoa também, então a crise é compartilhada). É aquele momento do “relacionamento” em que pelo menos metade do casal sofre por não conseguir falar o que sente.

“Comigo nada é fácil
Já deve saber
Você me conhece bem
E sem você tudo é chato
(...)
O céu já está cansado de ver
A chuva cair
E cada dia que passa é um mais
Parecido a ontem
Não encontro forma alguma de te esquecer
Porque seguir te amando é inevitável
(...)
Sempre soube que é melhor
Quando se tem que falar de dois
Começar por si mesmo
(...)
Você já saberá da situação
Aqui tudo está pior
Pelo menos ainda respiro”

2. B *faixa bônus* - A declaração dos sentimentos (ou não) – Funny Little Frog – Belle & Sebastian
Quando vocês tem um dia bom juntos (só na base do platonismo) e falar em sofrimento é exagero. A dor e a frustração de estar junto sem estar ainda existe... Mas ela é momentaneamente deixada de lado pra você revisar mentalmente cinco mil vezes todas as vezes que ele deu risada de uma coisa que você falou só pra ver se acha algum indício de que ele também está interessado.

“Eu nunca te esqueço em minhas orações
Eu nunca tenho algo de ruim para reportar
(...)
Você é minha garota e você nem sabe
Eu estou vivendo na vida de um poeta
Eu sou o bobo na corte antiga
E você é o sapinho engraçado em minha garganta
(...)
A vista de meus olhos estão desaparecendo, minha audição está turva.
Eu não consigo estar seguro do estado que eu estou
Eu sou um perigo pra mim mesmo eu tenho começado brigas
Na festa no clube numa noite de sábado
Mas eu não tenho desaprovação da minha garota
Ela tem todos os destaques envoltos em pérolas
(...)
Eu tive uma conversa com você noite passada
Foi um pouco desvantajosa, mas tudo bem.
Eu te conto na cozinha sobre o meu dia
Você senta na cama no escuro trocando de lugar
Com o fantasma que estava lá antes de você vir
Você veio salvar minha vida de novo

Eu não me atrevo a tocar sua mão
Eu não me atrevo a pensar em você em uma forma física
E eu não sei como você cheira
Você é a capa da minha revista
Você é minha dica de moda, um museu vivo.
Eu pagaria para te visitar em domingos chuvosos
Eu talvez te contarei sobre tudo isso um dia”



3. Concretização da História - Head over feet – Alanis Morissette
E alguém tomou coragem e uma atitude na vida e agora tá tudo lindo, tudo bacana. Só amor, na mais pura essência e alegria da forma mais indescritível. Você sorri para desconhecidos na rua, você consegue rir COM VONTADE das piadas que seu chefe conta. A presença daquele mala filho da puta não faz mais diferença tudo porque você foi conquistado. Tá amando. Se deu bem hein, MALANDRO?

“Você já me conquistou, independente da minha vontade
Não se assuste se eu me apaixonar da cabeça aos pés
E não fique surpreso se eu te amar por tudo que você é
Eu não pude evitar,
É tudo culpa sua.
(...)
Seu amor é enorme e me engoliu inteira,
Você é muito mais corajoso do que eu pensava,
E isso não é da boca pra fora
(...)
Eu nunca havia me sentindo tão bem antes,
Eu nunca quis alguma coisa racional
Eu estou consciente agora
Eu estou consciente agora”


Insegurança é uma coisa complicada e você não consegue entender porque uma garota/garoto tão legal está na sua. Ai você coloca minhocas na cabeça e começa a agir de um jeito tão estranho que interfere diretamente no relacionamento. Vocês até se dão bem, mas aquelas pequenas ranhetices que chegam com o tempo começam a afetar a história de amor.
E sabe o pior? Você tem 50% de chance de estar certo e, caso esteja errado, 100% de foder tudo com esse tipo de comportamento egoísta e possessivo (seu merda!).

“Eu aposto que você está se perguntando como eu soube
a respeito dos seus planos de me deixar triste
Com algum outro cara que você conhecia antes.
Entre nós dois caras, você sabe que eu te amo mais...
Isso me apanhou de surpresa, eu devo dizer,
quando eu descobri ontem...
Você não sabe que eu...
(...)
Fiquei sabendo disso através de boatos,
que você não vai ser minha por muito mais tempo
Eu fiquei sabendo disso através de boatos,
Eu estou a ponto de perder meu juízo.
Doçura, doçura, é isso aí...
Fiquei sabendo disso através de boatos
Que você não vai ser meu amorzinho por muito mais tempo”



E então o amor acabou... Talvez porque você tenha sido infantil ou talvez porque tenha perdido a graça mesmo. O amor acaba. E você está em pedaços porque percebeu que a outra metade era O AMOR DA SUA VIDA... Compreensível.

“Este com certeza é o dia mais triste de minha vida
Eu te chamei aqui hoje por algumas más noticias
Eu não poderei mais te ver
Por causa de minhas obrigações, e dos laços que você tem
Nós nos encontramos aqui todos os dias
E já que hoje é nosso último dia juntos
Eu quero te abraçar só mais uma vez
Quando você se virar e for embora, não olhe para trás
Eu quero lembrar de você bem assim
Vamos apenas nos beijar e dizer adeus
(...)
Já passamos tantos meses
(Sentirei saudades)
Vou sentir saudades, não posso negar.
(Sentirei saudades)
Eu tenho família e você também
Eu acho que isto é o que devemos fazer
Vai me machucar, não posso negar.
Talvez você encontre, encontre outro cara.
Me entenda, não vai tentar?
Vamos apenas nos beijar e dizer adeus (adeus “!)”.


6. Superação - Don't bother - Shakira

O pior do fim de um relacionamento não é nem O FIM em si. As pessoas lidam com a perda de formas diferentes, mas eventualmente todos acabam aceitando e seguindo em frente. É a ordem natural da vida e, ao menos que você tenha algum problema psicológico (nesse caso fale com seu médico. Eu falaria), você supera.
O problema é quando a outra pessoa aparentemente supera primeiro que você.
Ai, amigo... É gosto de cabo de guarda-chuva na boca. Tem nem meios termo.

“Ela é mais do que você merece”.
Ela é muito melhor do que eu
(...)
Então, não se incomode.
Não morrerei de decepção
(...)
E não se incomode
Eu estarei bem
Mas ela está esperando
(...)
Então, não se incomode, seja indelicado
(...)
Tenho certeza que ela não sabe
Como te tocar do jeito que eu tocaria
Nisso eu ganho dela
Você não acha?
(...)
Eu realmente sou um gato, veja.
E esta não é a minha última vida de jeito nenhum
(...)
Por você, eu desistiria de tudo o que tenho.
E mudaria para um país comunista
Se você viesse comigo, claro.
E cortaria minhas unhas
Para não te machucar
E perderia esses quilos a mais
E aprenderia sobre futebol
Se isso fizesse você ficar
Mas você não ficará, mas você não ficará.
(...)
E, depois de tudo, estou feliz.
“Por não ser o seu tipo”